Suspensão da transacção e comercialização de aves vivas em Macau, devido ao vírus da gripe aviária detectado nas aves vivas importadas do Interior da China

   
Data de Publicação: 27/01/2017

O Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) verificou a existência do vírus da gripe aviária do subtipo H7 numa das amostras do lote de aves vivas importada no dia 26 de Janeiro, durante a inspecção e quarentena. O referido lote não chegou a entrar no mercado. Com vista a salvaguardar a saúde pública, o Governo da RAEM iniciou, de imediato, o plano de contingência para a gripe das aves, decidindo suspender a transacção e a comercialização de aves vivas em Macau por, pelo menos, 3 dias, abater todas as aves de capoeira no Mercado Abastecedor bem como proceder à limpeza e desinfecção dos estabelecimentos de venda, por grosso e a retalho, bem como do local de abate.

O IACM procedeu à inspecção e quarentena das aves de capoeira importadas e verificou um resultado positivo num teste que realizou ao vírus da gripe aviária do subtipo H7 numa das amostras de mais de 2,000 galinhas vivas. Para salvaguarda do interesse público, o IACM aplicou rapidamente uma série de medidas, incluindo o encerramento imediato do piso de abastecimento de aves vivas do Mercado Abastecedor, impediu a saída de aves vivas do Mercado Abastecedor e abaterá mais de 18,000 aves vivas naquele Mercado (incluindo cerca de 14,000 galinhas e cerca de 4,000 pombos), suspendendo, a partir de hoje, a sua transacção e comercialização por, pelo menos, 3 dias. Segundo o estabelecido no “Plano de contingência para a gripe das aves”, o aviário, de onde eram originárias as aves, suspenderá o abastecimento a Macau. De seguida, irá decorrer uma investigação para determinar a origem do vírus, pois interessa normalizar a situação sanitária e verificar que ela reúne as condições impostas pelos respectivos Serviços de Macau e do Interior da China, para que o abastecimento seja normalizado.

O Governo da RAEM procederá à limpeza e desinfecção total do Mercado Abastecedor e das bancas de venda de aves de capoeira de todos os mercados de Macau, como distribuirá orientações higiénicas aos comerciantes de aves de capoeira e respectivos trabalhadores, mantendo o nível de alerta, nomeadamente no que diz respeito à saúde dos comerciantes e trabalhadores daquele sector, garantindo que irá estar atento ao desenvolvimento da situação. Os Serviços de Saúde realizarão uma sessão de esclarecimentos para os comerciantes e trabalhadores de venda de aves de capoeira, no Mercado Abastecedor, que terá lugar no dia 27 de Janeiro, na qual serão dadas sugestões de higiene, acompanhando de perto a saúde do respectivo pessoal.

Os Serviços de Saúde vão continuar a manter uma comunicação estreita com o departamento de saúde nacional e das regiões vizinhas, e a Organização Mundial de Saúde, com o objectivo de monitorizar a epidemia de Macau, e de outras regiões. A cooperação interdepartamental e de organizações públicas e privadas, dedicam-se ao trabalho de prevenção e preparação contra um eventual surto de epidemia de gripe aviária nas regiões vizinhas ou em Macau.